micale

Convocada por Rogério Micale para dois amistosos contra o México nos dias 11 e 13 de novembro, a seleção sub-20 começa a ganhar uma cara para o Sul-Americano da categoria, que será disputado em janeiro de 2017, no Equador. A lista final para o torneio será divulgada em dezembro, mas já é possível, com base nos nomes chamados por Micale ao longo do ano.

Se o Sul-Americano começasse hoje, uma possível escalação da seleção comandada por Micale seria, caso todos os jogadores sejam liberados por seus clubes, formada com Caíque (Vitória), Dodô (Coritiba), Lyanco (São Paulo), Lucas Cunha (Braga-POR) e Guilherme Arana (Corinthians); Thiago Maia (Santos), Allan (Hertha Berlim-ALE), Caio Henrique (Atlético de Madrid-ESP), Lucas Paquetá (Flamengo), Malcom (Bordeaux-FRA) e Felipe Vizeu (Flamengo).

É claro que há diversas possibilidades de montagem da equipe, como, por exemplo, a entrada de Matheusinho, do América-MG, ou David Neres, do São Paulo. Gerson, do Roma, também pode aparecer e recuperar o prestígio que tinha há dois anos, quando foi titular no Sul-Americano Sub-20. Confira um resumo de cada disputa, posição por posição.

Goleiros
Caíque, do Vitória, foi muito bem nos amistosos contra a Inglaterra e é o único da posição a ter experiência nos profissionais (atuou em sete jogos do Brasileirão). Por isso, é o favorito a ser titular. Daniel, do Palmeiras, Cleiton, do Atlético-MG, e Lucas Perri, do São Paulo, brigam pelas outras duas vagas. Raul, do Juventude, impressionou pelo jogo com os pés na última convocação e corre por fora.

Laterais-direitos
Dodô, do Coritiba, fez um bom Campeonato Brasileiro e é, em tese, o dono da posição, que não tem muitos nomes se destacando na geração. Gustavo Cascardo, do Atlético-PR, foi bem no quadrangular preparatório contra Chile, Uruguai e Equador e ganhou pontos na disputa pela segunda vaga.

Zagueiros

Lyanco, do São Paulo, é o nome com mais rodagem na Série A, e favorito à titularidade. A disputa pela outra vaga está em aberto. Lucas Cunha, do Braga-POR, é um nome possível. Igor, que atua no futebol austríaco, será observado, assim como Luiz Felipe, ex-Ituano, que pertence ao Lazio e está emprestado para a Salernitana-ITA. No Brasil, há nomes que chamam a atenção como Everson, do Bahia, e Gabriel, do Avaí, este último uma das revelações da Série B. Murilo, do Cruzeiro, e Robson, do Santos, correm por fora nessa disputa em aberto.

Laterais-Esquerdos

Guilherme Arana, do Corinthians, larga na frente por já estar nos profissionais desde 2015 e ter mais bagagem do que os concorrentes. Mas a posição é bem servida. Marlon, do Criciúma, agradou nos treinamentos. Iago, do Internacional, foi bem em um torneio na Coreia do Sul, mas, não liberado pelo Internacional na sequência para outras convocações, pode perder espaço. Ayrton, do Fluminense, também teve bons momentos, e Rogério, do Juventus, será observado agora. Jefferson, do Goiás, e Alan, do Vasco, são outras boas opções de uma posição que só é menos bem servida do que a de volante.

Volantes
Sobra talento para as camisas 5 e 8 da seleção sub-20 atual. A começar pelo campeão olímpico Thiago Maia, já especulado em vários clubes europeus. Allan, que pertence ao Liverpool e está emprestado ao Hertha Berlim, tem atuado com frequência na Bundesliga. Caio Henrique, do Atlético de Madrid, jogou com a braçadeira de capitão, e Douglas, do Fluminense, atuou muito na Série A. Além deles, há Maycon, que pertence ao Corinthians e está emprestado para a Ponte Preta, Douglas Luiz, revelação do Vasco na Série B, e Matheus Fernandes, destaque do Botafogo campeão brasileiro sub-20. Rogério Micale terá que tomar decisões difíceis ao não levar alguns deles, mas não pode se queixar da falta de qualidade no setor.

Meias

Gerson, em adaptação na Europa, foi o primeiro expoente da geração, mas ficou no banco na Inglaterra e viu Lucas Paquetá, um canhoto de maturação tardia do Flamengo, fazer um belo jogo contra os ingleses, e ganhar espaço. Matheusinho, do América-MG, tem sido convocado com frequência e é altamente cotado para uma vaga. A ausência sentida é de Lucas Fernandes, meia do São Paulo, que está se recuperando de uma lesão no joelho direito.

Atacantes
O ex-corintiano Malcom larga em vantagem sobre a concorrência, até por já ter disputado o Mundial Sub-20 passado e ser titular do Bordeaux no Campeonato Francês. A disputa por outras vagas é acirrada. Artur, do Palmeiras, ganhou espaço nos últimos treinamentos. David Neres, do São Paulo, foi muito bem nos profissionais nas duas últimas rodadas da Série A e será testado pela primeira vez por Micale após passar boa parte do ano se recuperando de uma cirurgia no ombro. Giovanny, do Atlético-PR, e Caio Monteiro, do Vasco, também acumularam convocações durante o ano.

Centroavantes
Na ausência de Gabriel Jesus, que tem idade, mas é titular da seleção principal, Felipe Vizeu, do Flamengo, e Richarlison, do Fluminense, surgem como favoritos. O primeiro, como uma opção mais de área. O segundo, como alguém com mais mobilidade. Caio Monteiro, do Vasco, é uma opção ainda mais móvel. Pedro, do Fluminense, corre por fora na disputa.

Com informações do G1

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Músico,Jornalista DRT 0002304/SE, Repórter do Programa Voz da Cidadania e apresentador do Programa Expressão Livre.