Foi divulgado pela equipe Espeleologia, Arqueologia e Paleontologia da FPI do São Francisco, nessa segunda-feira (2), que descobriu no município sergipano de Japaratuba, distante 54 quilômetros de Aracaju, uma caverna até então desconhecida e não registrada na base de dados nacionais.

O proprietário do terreno foi orientado sobre o descarte irregular de lixo doméstico. Além disso, a equipe encaminhou o registro da cavidade para o Cadastro Nacional de Cavernas, para que ela passe a existir oficialmente, reforçou o coordenador.

“Constatamos, infelizmente, que a cavidade estava sendo usada como depósito de lixo, prática que impacta todo sistema cavernícola, já que a caverna tem uma relação muito íntima com o ambiente externo”, explicou o coordenador da equipe e espeleólogo, Elias Silva.

No mesmo município, foi feito o registro inédito de um novo sítio arqueológico. “Um afloramento rochoso, com rocha arenítica. Por trás desse afloramento, identificamos uma rocha mais ao nível do solo, que era utilizada como local de desbaste de ferramentas de pedra”, informa o coordenador da equipe Espeleologia, Arqueologia e Paleontologia.

Fonte: G1

Izaque Vieira / Redação Portal Sou de Sergipe

 

Deixe seu comentário abaixo

Comentários