Imagens cuja autenticidade foi confirmada pelo governo estadual mostram presidiárias consumindo drogas e bebida alcoólica e utilizando celular para conversar e tirar fotos. Secretaria anuncia abertura de processo contra presas

Imagens registradas por um aparelho celular mostram uma festa, regada a álcool e drogas, dentro da Colônia Penal Feminina do Recife, na zona oeste da cidade. Algumas presidiárias aparecem tirando fotos ou falando ao telefone como se estivessem em liberdade. Outras dançam e exibem copos de cerveja na mão. As detentas chamam a festa de “bonde do prato”, em referência ao recipiente utilizado para o uso, aparentemente, de cocaína. Uma das presas aparece aspirando a droga, outra exibe cigarros de maconha.

O vídeo, que circula pelo Whatsapp, teve sua autenticidade confirmada pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco. O Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE) alega que a festa foi feita no dia 31 de dezembro, em comemoração à virada do ano. Mas, segundo o governo pernambucano, as presas festejavam o aniversário de uma das colegas.

A Colônia Penal Feminina do Recife enfrenta problema de superlotação. Com capacidade para 200 detentas, abriga cerca de 700 mulheres. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, informou que as presidiárias envolvidas na organização da festa foram identificadas e responderão a processo administrativo e disciplinar.

A secretaria informou ao Congresso em Foco que prepara uma nota à imprensa para detalhar as providências tomadas em relação às presidiárias. O comunicado será publicado assim que for enviado à reportagem.

Com informações do congressoemfoco

Assista o vídeo

 

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Músico,Jornalista DRT 0002304/SE, Repórter do Programa Voz da Cidadania e apresentador do Programa Expressão Livre.