soudesergipe-empreendedor-do-sertao

A Emconexão Sistemas nasceu com o propósito de conectar os gestores públicos as necessidades imediatas da população bem como levar relatórios diários da gestão para melhoramento da qualidade dos serviços prestados. Com mais de 80 produtos e serviços no portfólio, o seu principal produto hoje é o Xsocial – Sistema de Gestão da Assistência Social, desenvolvido por sua equipe, tem por objetivo unificar todas as informações da população dinamizando o trabalho dos assistentes sociais e equipe das secretarias de assistência social, como por exemplo o município de Carmópolis, no Estado de Sergipe, que já finalizou a implantação do sistema.

Apesar de não ser dá área de tecnologia, viu a necessidade do mercado nordestino por bons softwares em gestão pública, tornando-se parceiro de grandes empresas consolidadas nacionalmente como a Duralex Sistemas do Mato Grosso, sendo representante exclusivo nos Estados de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe. Como tinha pouquíssimo dinheiro para investimento e criação de seus próprios softwares conquistou a confiança dos parceiros para consolidar a marca Emconexão Sistemas como uma das principais empresas do ramo de tecnologia do Nordeste.
Diante das dificuldades encontradas o jovem empreendedor, hoje calcula que a Emconexão faturará uma média de duzentos mil reais no próximo ano e acredita que com persistência qualquer um pode abrir sua empresa e criar oportunidades de mercado de trabalho para outras pessoas. “Não podemos esperar as coisas caírem do céu, precisamos acreditar e correr atrás, que as coisas darão certo, pois só assim nosso país com o avanço do empreendedorismo crescerá”, declarou Geyvson Andrade.

O empresário acredita que o momento atual é importante para ajustar, mas é diante das dificuldades que se encontra a criatividade na busca de soluções para melhorar os serviços nas empresas e oportunidades de se gerar riquezas para o país. A empresa está sediada no Sergipetec – Parque Tecnológico do Estado de Sergipe, não teve nenhum aporte financeiro para iniciar, apenas com cinquenta reais na época ele pagou o combustível para participar de uma licitação no município de Alagoas no qual até hoje mantém contrato.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR