jakson-george-passos

Formado em uma data sugestiva (sexta-feira 13) o movimento S.O.S Hospital Regional de Nossa Senhora da Glória, nasceu no dia 13 de maio para reivindicar melhorias na saúde pública do Sertão.

Com frases marcantes como: “ A saúde do Sertão está na UTI” e “Até quando esse descaso Governador? ”. O movimento vem ganhando força e voz através de uma turma de abnegados, gente que resolveu deixar a politicagem de lado e unir forças para resgatar um dos bens mais preciosos que um cidadão pode ter, que é o direito a um atendimento igualitário.

Dentro do movimento S.O.S alguns vereadores tanto da situação como da bancada de oposição estiveram presentes em reuniões sinalizando o APARTIDARISMO do movimento, se junto assim a população para tirar de verdade o Hospital da Capital do Sertão que atende mais de 9 municípios da UTI.

Na última semana em entrevista a um programa de rádio o Governador Jackson Barreto mostrou-se um pouco desconfortável com a criação do grupo. Indagado sobre a situação em que se encontra a unidade hospital e em relação e a afirmação de um ouvinte de que o hospital só teria dipirona e soro, o governador não poupou críticas e nem dispensou desculpas, dando a entender que está tudo funcionando às mil maravilhas:

“ Essa história de que o hospital só tem dipirona, isso é disputa política eleitoral, nos primeiros 5 meses desse ano o hospital atendeu mais de 30.000 pacientes é a resposta que eu dou para esse cidadão que telefonou, sabe porquê? Porque lá dentro tem dois grupos lutando pela prefeitura”.

Segundo o Governador o grupo do PT da cidade de Glória quer desgastar a imagem da diretora do hospital que é irmã do deputado Jairo que o tem ajudado muito na câmara, onde as denúncias em relação ao hospital são de cunho eleitoral.

“Não venha pra cá esculhambar o hospital não, porque o governador sabe o que se passa no estado” disse ele.

Sobre a obra inacabada onde a mesma faz 8 anos de idade (merecendo bolo já), Jackson sequer tocou no assunto, mas sobre os números de atendimentos o mesmo vomitou arrogância e prepotência.

Se de fato o hospital está em pleno funcionamento como disse a assessoria, porque a unidade deixou de ter Clínico, Pediatra, Ortopedista, Obstetra, Anestesista, Cirurgião dentista em regime de urgência de plantão de 24 horas?

Se está em pleno funcionamento porque quando uma pessoa quebra um dedo tem que sem transferida para uma outra cidade?

Se está em pleno funcionamento porque a máquina de raio x vive quebrada?

De fato, o governador conhece o estado, mas apenas de números que sua assessoria passa. O movimento não culpa a diretora que está à frente e nem os que tiveram antes dela na direção do hospital, muito pelo contrário o movimento vem tentando diálogo constantemente.

A população quer uma resposta concreta e não números que não condizem com a realidade e com a verdade.

“Governador, não são só os “políticos” que querem a saúde de volta, mas desta vez a população acordou e logo dará uma resposta”.

A saúde pública está por um fio, infelizmente.

Maycon Fernandes/Reportagem Soudesergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Músico,Jornalista DRT 0002304/SE, Repórter do Programa Voz da Cidadania e apresentador do Programa Expressão Livre.