fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

CASO KAMILA: Juiz nega pedido de liberdade provisória ao suspeito de assassinar a jovem

O juiz Karlos Max Araújo Alves, da 1ª Vara Cível e Criminal de Nossa Senhora da Glória, indeferiu, na tarde desta quarta-feira (07), o pedido de liberdade provisória requerido pelos advogados de defesa de Douglas Aragão Oliveira. O homem é o principal suspeito de assassinar a jovem Kamila Rocha, ocorrido em julho de 2017. A mulher tinha 20 anos e, segundo laudo médico, morreu em decorrência de um choque neurológico provocado por agressões físicas.

No documento publicado, o magistrado afirma: “não vislumbro qualquer fato novo que justifique o deferimento do pedido de revogação da prisão preventiva”. E, com isso, o suspeito continuará custodiado numa unidade prisional do Estado até o julgamento.

Ainda de acordo com a decisão do juiz, “os mesmos fundamentos da decisão já proferida por este juizo, aliado à ausência de fato novo que justifique a concessão da liberdade ao réu, indefiro o pedido de revogação da prisão preventiva para manter o mesmo custodiado”.

A notícia foi recebida com alívio pelos familiares da jovem que acreditam na sensibilidade e coerência da justiça na conclusão do processo. “Cada pedido negado é uma vitória. A gente acredita que a justiça tem consciência da gravidade do problema e sabemos que o que aconteceu com a minha filha terá a punição necessária”, afirmou a comerciante Elaine Rocha.

Ato público

Nesta quinta-feira (08), data em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, um ato público será realizado em protesto contra o feminicídio e violência doméstica. O manifesto contará com o apoio de diversas entidades públicas e privadas da cidade de Glória.

Por Soma Notícias

COMENTE!