No mundo da música, uma questão que ainda é considerada burocrática, ainda que indispensável, é a do licenciamento musical. Para utilizar uma canção em uma produção audiovisual, seja um filme, telenovela ou anúncio publicitário, é necessário obter uma licença, que garanta os direitos de reprodução e edição da mesma.

Em geral, são duas as autorizações que devem ser liberadas antes de usar uma música, sendo uma parte do compositor, independente de quem a canta, e outra de sincronização, ou seja, da gravadora, responsável pela versão utilizada na obra em questão.

As músicas que podem ser licenciadas são divididas em dois grupos principais:

Músicas feitas por encomenda. Neste caso, não há a necessidade de obter a licença de sincronização, já que são faixas compostas especialmente para uma produção audiovisual específica.

O fato aqui é que, em ambos casos, se tratam de faixas protegidas pela lei. Por consequência, conseguir a licença para a reprodução das mesmas, envolve um processo cercado de bastante burocracia e dispêndio de tempo.

Músicas comerciais: Em outras palavras, são as canções interpretadas por famosos de todo o mundo. Não só envolvem a questão do licenciamento, como as dos custos gerados pela sua veiculação;

Plataformas para licenciamento de músicas são ótimas alternativas

Diante dessa questão, surgiram livrarias independentes, como uma alternativa inteligente para obter licenças musicais, de forma prática, rápida e mais acessível.

Conheça agora, as principais opções:

Cultura X change: Plataforma brasileira, criada por José Celso Guida, empresário de nome na indústria fonográfica do país. Foi fundada com o intuito de centralizar agências do ramo, através da tecnologia. Facilita a utilização de músicas em obras audiovisuais, ao mesmo tempo que dá aos seus compositores a chance de receber de maneira justa pelo seu trabalho. Possui parceria com a ABMI – Associação Brasileira de Música Independente.

Audio Network: Gravadora de origem inglesa, fundada em 2001. Conta com preços mais vantajosos e dispõem do licenciamento de catálogos de músicas com mais de 100 mil títulos, que podem ser acessados de todas as partes do mundo.

Punk S/A: Esta plataforma, também brasileira, e com sede instalada na grande São Paulo, foi idealizada por produtores que viveram a difícil rotina de encontrar a tempo, músicas adequadas para trilhas de filmes. Possui um catálogo com composições nacionais e de sua parceira, a nova-iorquina Jingle Punks.

RadioSparx: Plataforma especializada em música ambiente. Possui um site no qual os músicos podem disponibilizar suas composições originais, e recebem sem o intermédio de associações. Desse modo, a RadioSparx cobra preços mais acessíveis pelas suas músicas, que podem ser utilizadas pelos mais diversos tipos de lojas.

Elemess: Outra empresa paulista, responsável pela gestão de carreiras artísticas. Além de apoiar a gestão de cantores que estão começando ou se reposicionando no mercado, promove a interação de negócios entre quem quer fazer publicidade e os artistas musicais.

Dispõe de um amplo catálogo de músicas para licenciamento de marcas, produtoras de filmes e programas de TV, e ainda conta com um serviço de acompanhamento, responsável por orientar na hora de escolher a trilha adequada a cada obra.

Veja o que encontramos para você!
PALESTRA ONLINE GRATUITA!! – Seja Agora um Empreendedor Musical!
Descubra o porque de 99% dos Músicos Brasileiros não Vivem de Música e Porque os outros 1% dos Músicos Vivem Muito Bem! (Clique e Participe Agora Mesmo, Antes que Seja Tirado do AR)

 Aprenda HOJE a Criar uma Legião de Fãs na Internet e a Divulgar o seu Trabalho Artístico de Maneira Lucrativa! – Aprenda Passo a Passo a Divulgar seu Trabalho Artístico de Maneira Altamente Lucrativa, Sustentável e Escalável através de Estratégias de Marketing Digital e Conquiste uma Legião de Fãs Apaixonados no seu trabalho! (Clique Agora e Confira)

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..