fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Dr. Samuel Carvalho analisa possibilidade de disputar a Prefeitura de Socorro

O deputado estadual Dr Samuel Carvalho (Cidadania23) reafirma que seu grupamento político em Nossa Senhora do Socorro vai apresentar um candidato a prefeito para disputar a eleição em 2020. “Quem será o candidato, isso ainda não está definido, mas se me indicarem para concorrer ao pleito, aceitarem com orgulho e terei humildade em enfrentar esse desafio, afinal, eleição não se vence nas vésperas”.

Quanto à rejeição do prefeito Padre Inaldo, Samuel Carvalho disse que o desgaste do gestor é decorrente de uma administração desastrosa. “O Padre abandonou o povo pobre de Socorro e deixou a população desassistida dos serviços públicos essenciais. A saúde pública é hoje o maior problema enfrentado pelos socorrenses. É natural que o povo queira mudança”, salientou o deputado do Cidadania23.

Se a eleição fosse hoje e a disputa envolvesse apenas o Padre Inaldo e Samuel Carvalho, quem seria o prefeito eleito de Socorro? O deputado respondeu com cautela e inteligência: “Não se pode delimitar o campo político voltado para apenas duas lideranças. Existem em Nossa Senhora do Socorro o grupo do ex-prefeito Zé Franco e o agrupamento do deputado federal Fábio Henrique. De acordo com a Legislação eleitoral, Zé Franco está inelegível até outubro de 2020 e, portanto, não poderá disputar o pleito, mas quero que os eleitores dele me apoiem, caso seja eu o candidato indicado pela oposição. Quanto a Fábio Henrique, creio que ele deva permanecer na Câmara Federal. Caso FH não seja candidato, também vou querer contar com o apoio de seus eleitores. Afinal, voto não se despreza nem do adversário”, acentuou Dr. Samuel.

Sobre o vitorioso na sucessão municipal em Socorro, o deputado Samuel Carvalho, salientou que “a disputa não está definida, porque o povo irá avaliar os nomes e as propostas dos possíveis candidatos no próximo ano”.

“No entanto, posso assegurar que o eleitor de nosso município tem uma certeza. Ninguém quer a continuidade da gestão Padre Inaldo, pois o prefeito transformou Socorro em terra arrasada, abre-se um espaço para a nova política”, concluiu Samuel.

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação