edvaldo-nogueira-aracaju

Eleito no 2º turno, Edvaldo Nogueira (PCdoB) vai assumir a Prefeitura de Aracaju em janeiro de 2017 com minoria na Câmara Municipal. Dos 24 vereadores eleitos na capital sergipana, apenas oito fazem parte da base aliada. Com isso, ele deve enfrentar problemas para aprovar propostas no plenário já que a oposição é mais numerosa.

Para determinar o total da base aliada, foram considerados os vereadores cujos partidos integraram as coligações do prefeito eleito. Também foram contabilizados os políticos das siglas que apoiaram os candidatos do segundo turno. Por isso, o número pode sofrer alterações até 2017, conforme novas negociações.

Os vereadores eleitos Iran Barbosa (PT), Isac (PCdoB), Bigode do Santa Maria (PMDB), Pastor Alves (PRB), Evando Franca (PSD), Nitinho (PSD), Dr. Gonzaga (PMDB) e Professor Bittencourt (PCdoB) fazem parte da coligação de Edvaldo Nogueira.

Contra a sigla
Dos vereadores eleitos, sete fazem parte da coligação do candidato derrotado no 2º turno, Valadares Filho (PSB). São eles: Lucas Aribé (PSB), Elber Batalha (PSB), Zezinho do Bugio (PTB), Anderson de Tuca (PRTB), Jason Neto (PDT), Thiaguinho Batalha (PMB) e Cabo Amintas (PTB).

Indefinidos
Outros sete vereadores eleitos ainda estão em posição indefinida, mas há indicação de que farão oposição a Edvaldo Nogueira porque declararam apoio à candidatura de Valadares Filho no 2º turno. São Vinícius Porto (DEM), Juvêncio Oliveira (DEM), Dr. Manuel Marcos (PSDB), Fábio Meireles (PPS), Palhaço Soneca (PPS), Drª. Emília Correa (PEN) e Seu Marcos (PHS).

Os vereadores eleitos com posição neutra são Kitty Lima (REDE) e Américo de Deus (REDE).

Com Informações do G1

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Músico,Jornalista DRT 0002304/SE, Repórter do Programa Voz da Cidadania e apresentador do Programa Expressão Livre.