Desde que deixou o comando da Prefeitura de Capela, no último dia 31, o ex-prefeito Ezequiel Leite (PR) decidiu respeitar a vontade soberana do povo no sentido de esperar os 100 primeiros dias da gestão da atual prefeita para fazer qualquer tipo de avaliação. Ele acha que as “picuinhas da política” não levam a nada e que não trazem qualquer benefício para os capelenses. Como gestor público, Ezequiel entende que a administração é impessoal e deve ser continuada, mas lamenta que a prefeita Silvany Sukita (PTN) tenha preferido trabalhar com o “retrovisor” do que gerir os destinos da cidade.

Para a surpresa de Ezequiel, assim que deixou a administração, percebeu se montar contra ele um poderoso movimento de denuncismo, inclusive envolvendo alguns veículos de comunicação. Num primeiro momento, o ex-prefeito decidiu esperar, mas por entender que não apenas o povo de Capela, como todo Sergipe precisavam entender o que estava acontecendo, qual a realidade dos fatos, Ezequiel Leite entendeu que chegou o momento de dar uma espécie de “contraponto” a tudo que vem sendo colocado contra ele pela prefeita, auxiliares e alguns setores da imprensa no Estado.

“Eu sou empresário, tenho meus negócios e a única vez que decidi disputar um mandato eletivo de prefeito, conseguimos fazer história como o prefeito mais bem votado que Capela já teve até hoje. Isso foi fruto de uma grande somação de forças, somando com a esperança do povo que já não suportava tanta corrupção no município. As pessoas me convenceram a entrar na política. Sou tão desprendido que optei por não disputar a reeleição em 2016”, explica Ezequiel Leite.

Em seguida, o ex-prefeito de Capela disse que deixou o comando do município com a consciência tranquila. “Em menos de 30 dias, nós pagamos três folhas: novembro, dezembro e o 13º salário; quitamos todos os débitos com os fornecedores e pagamos o piso do magistério; deixe a prefeitura com cerca de R$ 2 milhões em caixa e, na última semana de dezembro, em um gesto emocionante e provando a transparência da nossa administração, promovi pelas ruas da cidade e expus em praça pública toda a frota de veículos que deixamos. Capela tinha 77 veículos funcionando em perfeitas condições e três sucatas e um trator quebrado, encostados na garagem desde a gestão anterior a nossa”.

Ezequiel explicou que está sendo acusado por seus adversários pelo fato de ter pago a todos os fornecedores antes de deixar a prefeitura. “Graças a Deus eu deixei o comando do município sem responder a um processo sequer e sem dever a ninguém. Eu não sei mentir para as pessoas, eu sou gestor. Podem revirar a prefeitura que não vão encontrar nenhuma irregularidade. Deixei R$ 42 milhões em recursos oriundos de emendas parlamentares para a Praça da Juventude, Piscina Olímpica, obras do Balneário, dois pórticos, a praça da Vila Conceição, aquisição de veículos e calçamento de diversas ruas. Também conseguimos recursos da ordem de R$ 25 milhões, junto à Funasa, para o abastecimento de água de 25 povoados”.

O ex-prefeito de Capela se disse tranquilo sobre as acusações que vem recebendo de Silvany Sukita e de setores da imprensa. “Nós deixamos a prefeitura a com a coleta do lixo regular até às 16 horas do dia 31 de dezembro; na Saúde deixamos os postos com médicos, dentistas, enfermeiros e medicamentos; na Educação finalizamos o ano letivo no último dia 29 com as escolas funcionando; tudo isso sem nenhuma denúncia de irregularidade. Hoje me assusto com essas coisas, mas entendo perfeitamente”.

“Já me coloquei a disposição do Tribunal de Contas e de todas as autoridades. Não tenho nada a temer e, inclusive, já prestei depoimento à delegada de Polícia Civil. A imprensa faz o seu papel e eu espero que fiscalize a fundo. Sergipe precisa saber a verdade sobre Capela! Basta Sergipe comparar o gestor Ezequiel Leite com quem está me acusando. Veja o histórico de cada um! Estão pintando Capela de amarelo. Só não sei se terão coragem de pintar a delegacia e o camburão. Quem não ficou devendo nenhum salário, quem cumpriu com todas as suas obrigações, deita, dorme e acorda tranquilamente”, concluiu o ex-prefeito.

Via Ne

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Músico,Jornalista DRT 0002304/SE, Repórter do Programa Voz da Cidadania e apresentador do Programa Expressão Livre.