Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Irmã Dulce será canonizada, a futura Santa morou em São Cristóvão

Irmã Dulce será canonizada no dia 13 de outubro pelo Papa Francisco, no Vaticano, em Roma. Ela nasceu em 26 de maio de 1914, em Salvado e recebeu o nome de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes.

A vocação para trabalhar em benefício da população carente teve a influência direta da família, uma herança do pai que ela levou adiante, com o apoio decisivo da irmã, Dulcinha. Aos 13 anos, graças a seu destemor e senso de justiça, traços marcantes revelados quando ainda era muito novinha, Irmã Dulce passou a acolher mendigos e doentes em sua casa, transformando a residência da família – na Rua da Independência, 61, no bairro de Nazaré, num centro de atendimento. A casa ficou conhecida como ‘A Portaria de São Francisco’, tal o número de carentes que se aglomeravam a sua porta. Também é nessa época que ela manifesta pela primeira vez, após visitar com uma tia áreas onde habitavam pessoas pobres, o desejo de se dedicar à vida religiosa.

Em 08 de fevereiro de 1933, logo após a sua formatura como professora, Maria Rita entra então para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, na cidade de São Cristóvão, em Sergipe. Em 13 de agosto de 1933, recebe o hábito de freira das Irmãs Missionárias e adota, em homenagem a sua mãe, o nome de Irmã Dulce. (Irmadulce.org)

No ano de 1933 Irmã Dulce viveu em torno de seis meses no Convento de São Francisco, em São Cristóvão.

COMENTE!