OPERAÇÃO ECONOMIA

Todos os assessores parlamentares da Câmara de Monte Alegre foram exonerados de suas atividades. O presidente da casa legislativa, Acrísio Pereira, divulgou a informação em suas redes sociais na manhã desta quarta-feira (24).

REDUÇÃO DAS DIÁRIAS E CONTRATOS

O presidente também informou que reduziu de maneira significativa os valores gastos em diárias em 80%, em paralelo com as gestões anteriores.  Acrísio também destacou que rescindiu contratos com prestadores de serviços e diminuiu a lista de contratos firmados pelo legislativo neste biênio.

META

De acordo com o presidente, o objetivo é evitar gastos excessivos. Para Acrísio, o importante agora é focar na reforma e ampliação do prédio da Câmara. O parlamentar acredita que a construção do plenário da casa, vai acabar de vez com o monopólio de alugueis (uma prática de politicagem que se tornou praticamente irremediável em Monte Alegre).

TENTOU ATRAPALHAR

Dizem as más línguas que o esposo da prefeita Nena, Luciano Lino, tentou atrapalhar os planos do vereador Acrísio. Segundo soube este colunista, Luciano estava articulando para obter o prédio da antiga exatoria junto a aliados do governador Jackson Barreto para transformar em uma secretaria do município.

DIZEM AS MÁS LÍNGUAS #02

Quem não afirma é este jornalista, e sim as “más línguas”, que Luciano não estava preocupado em ter somente a secretaria. O esposo da prefeita, porém, queria também se vingar do presidente da Câmara por ter abandonado a bancada da situação. As línguas estão afiadas!

NÃO OBSTANTE!

Ainda de acordo Acrísio, as primeiras etapas para a reforma e ampliação do prédio já foram iniciadas. O parlamentar afirmou ter conseguido contratar uma consultaria de arquitetura para o projeto e elaborar os estudos dos custos para a realização da obra.

Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.