O Ministério da Saúde divulgou nessa quinta-feira (24) um levantamento realizado em conjunto com 39 municípios de Sergipe onde apresenta a situação da dengue, chikungunya e zika. Seis cidades estão com risco de surto das doenças, 23 em situação de alerta e 10 apresentaram no Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) um índice considerado satisfatório.

zica-virus

Os seis municípios onde a situação é mais preocupante são Pedrinhas (5,4), Itabaiana (5,2), Feira Nova (4,9), Simão Dias (4,4), Nossa Senhora da Glória (4) e Tobias Barreto (4). A capital, Aracaju (SE), aparece na lista das cidades em situação de alerta com o índice 1,2 e entre as nove capitais neste seguimento. Já os municípios de Pirambu e Malhador ficaram com as melhores colocações com 0 no LIRA, ficando dentro do índice satisfatório. Confira a lista completa dos municípios de Sergipe.

Brasil
O estudo aponta que 855 cidades encontram-se em situação de alerta e risco de surto de dengue, chikungunya e zika. Isso representa 37,4% dos municípios pesquisados, enquanto que 62,8% dos municípios (1.429) estão em situação satisfatória.

Dos 3.704 municípios que estavam aptos a realizar o LIRAa [aqueles que possuem mais de 2 mil imóveis]  62,6% (2.284) participaram da edição deste ano. Em comparação com 2015, houve um aumento de 27,3% em relação ao número de municípios participantes. Realizado em outubro e novembro deste ano, o levantamento é um instrumento fundamental para o controle do mosquito Aedes aegypti.

Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os tipos de depósito onde as larvas foram encontradas e, consequentemente, priorizar as medidas mais adequadas para o controle do Aedes no município. Atualmente, o levantamento é feito a partir da adesão voluntária de municípios.

O ministro Ricardo Barros, no entanto, vai propor que a participação, no levantamento, dos municípios com mais de 2000 imóveis seja obrigatória, a partir de 2017. A proposta será apresentada na reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT) entre estados, municípios e União, no próximo dia 8 de dezembro.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR