O presidente Michel Temer (PMDB) tomou posições drásticas em relação aos deputados federais que representam os estados-membros que votaram contra a reforma trabalhista.

 O Diário Oficial da união publicou na última terça-feira (02), a remoção de Jony Marcos (PRB), no INSS e na Conab, Valadares Filho, do DNOCS e o Iphan, e os superintendentes do Ibama e do DNIT, indicado por Adelson Barreto. Os três parlamentares votaram contra a reforma trabalhista.

 

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..