Defensor da separação do Nordeste do resto do Brasil, o engenheiro, economista e professor de economia do meio ambiente da Universidade Federal de Pernambuco (UFRPE), Jacques Ribemboim  concedeu na tarde desta terça-feira ,31, uma entrevista exclusiva ao Jornal da Xodó.

Ao noticiário apresentado pelos âncoras Welder Ban, Eduardo Carvalho e Williame Lima, declarou que a ideia do Nordeste independente, surgiu em meados dos anos 80 e possui consistência nos campos econômicos, social e cultural. De acordo com o professor, com a separação, a região teria muito mais chances teria maiores chances de ter sua economia desenvolvida em um ritmo mais acelerado.

Jacques Ribemboim salientou que historicamente o Nordeste é explorado pelos grandes centros econômicos do país, prova disso, segundo ele é o fato da maior região brasileira ser o principal fornecedor de matérias primas às indústrias. Porém ao reabsorver os produtos industrializados, os preços praticados são aquém à realidade econômica vivenciada pela população.

O professor, porém, afirma que a Constituição Brasileira  defende a ideia de uma unidade federativa onde seria indissolúvel essa formatação, desta maneira, Ribemboim, acredita que o que deve ser trabalhado em prol da separação regional seja um plebiscito de consulta popular, onde sejam apresentados resultados de que o nordestino quer sim ser livre da exploração social e econômica.

Ele afirmou ainda, que o movimento separatista  ao qual está inserido, defende que as discussões se deem no campo das ideias, sem que sejam adotadas medidas revolucionárias que visem possíveis guerras civis.

 

Da redação Xodó News

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.