Na madrugada de domingo para segunda – feira (12/06) o Jornalista Daniel Resende da Xodó Fm estava acompanhando a Feira do Caminhão em Itabaiana quando acabou sendo vitima de uma violência psicológica e moral iniciada por um funcionário que estava a serviço da prefeitura de Itabaiana.

Segundo o jornalista uma pessoa chamada de “Galeguinho” se dirigiu a ele com tom de arrogância para impedi-lo de passar por um local. Mesmo se identificado os seguranças o impediram de passar.

Em meio ao tumulto, Daniel Resende falou que ia fazer uma reclamação ao prefeito, quando então começou a ser empurrado de forma violenta para fora da festa.

Policiais que estavam fazendo a segurança sem saber o que estava ocorrendo, interviram e acabaram levando o jornalista para um posto policial onde lá foi forçado a sentar em meio a vários detidos. Depois de um tempo tentando se explicar, os policiais acabaram o liberando.

“Foi aí que a Polícia Militar interviu e me levou para um posto policial repleto de detidos e lá me forçou a ficar sentado entre eles, mesmo quando tentei justificar por diversas vezes a minha versão”, desabafa o jornalista.

“Ao voltar pelo espaço onde houve a confusão, avistei novamente o Galeguinho e até insinuei uma conversa amistosa com ele, a qual não foi aceita e eu segui normalmente para minha residência”, relata Daniel em nota postada nas redes sociais.

O episodio causou muita indignação ao jornalista que sentindo-se revoltado com tal situação veio a público nas redes sociais desabafar emitindo uma nota.

Izaque Vieira/ Redação Sou de Sergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR