fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Por vingança, líder do grupo que assassinou o Capitão Oliveira planejava matar coronel da PM de Sergipe

“A Missão” foi o nome de uma operação deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública no combate aos roubos de gado no Sertão de Sergipe.

Várias pessoas foram presas e outras, mortas, no enfrentamento com a polícia.

O grupo matou Nelito, no município de Carira.

Jackson tinha 3 anos de idade. Nelito era seu avô.

Aos 3 anos, Jackson disse que um dia mataria quem deu fim à vida de seu avô.

O coronel José Ansemo dos Santos comandava “A Missão” que, em confronto, matou Nelito.

De lá para cá, Jackson aumentou sua sede de vingança e entrou para o mundo do crime passando a liderar um grupo perigosíssimo, que assaltava e matava.

O grupo matou Petronio Pereira Gomes, ex-prefeito de Pedro Alexandre (BA), um vereador em Poço Redondo e um comerciante de Carira.

Já no mundo do crime, Jakson passou a sentir ódio do Capitão Oliveira. Dois parentes de Jackson, também criminosos, morreram em confronto com policiais da Caatinga, comandados pelo Capitão Oliveira.

Foi Jackson quem liderou o grupo que executou o então comandante da Companhia da Caatinga.

O plano, a seguir, era matar o coronel Anselmo.

No início da manhã desta sexta-feira, 18, Jackson morreu em confronto com a polícia sergipana, que matou oito e prendeu três assassinos do Capitão Oliveira.

Via Ne

COMENTE!