Segundo informações, o Ministério Público (MPE/SE) através de notificação, proibiu a “Festa da Independência” no que diz respeito aos shows com bandas que estavam agendadas na programação. O desfile Cívico aconteceu normalmente, porém os shows artísticos não aconteceram como planejado.

O Presidente da Câmara de Vereadores, Acrísio Pereira foi procurado e também informou que aguarda informações oficiais, pois até o presente momento nenhum documento foi apresentado a ele em caráter oficial e aguarda o Secretário de Cultura para maiores esclarecimentos na Sessão da Câmara amanhã em Monte Alegre.

Através dos telefones em uma rádio da região, João Paulo justificou dizendo que esteve com Robson Viana antecipadamente pedindo o apoio cultural em forma de apresentações artísticas e tudo havia sido confirmado, mas devido a portaria que fala sobre exigências para festas, foi solicitado pela promotoria um oficio que comprovasse o “apoio” do estado através da SECOM e como a solicitação não foi atendida pelo estado, o evento foi embargado, causando frustração a toda sociedade e um prejuízo ao comercio local, que estava com seus estoques prontos para atender o publico presente.

João Paulo informou ainda que em novembro, no aniversário da cidade, o evento irá acontecer com a apresentação de bandas e previamente será tomada as providencias necessárias para evitar problemas como este.

Izaque Vieira / Redação Portal Sou de Sergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários