fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

O que é imunidade de rebanho?

Imagine que você trabalhe em uma firma e um de seus colegas de trabalho aparece gripado. Pouco tempo depois, quase todos os seus outros colegas também griparam. Apenas você e alguns poucos sortudos escaparam. Considerando que nenhum de vocês tenha tomado a vacina anual contra a gripe e a facilidade com a qual o vírus se espalha, não parece haver uma explicação lógica para isso.

Mas é basicamente assim que funciona a chamada imunidade de rebanho. Não entendeu? A gente explica a seguir!

Cada vírus possui uma taxa de replicação, ou seja, quantas pessoas alguém que esteja infectado consegue infectar. Por exemplo, uma pessoa que contrai o novo coronavírus pode passá-lo para duas ou três pessoas, e existem estudos que mostram que ele pode ser transmitido para até 6 pessoas, enquanto o vírus do sarampo é transmitido para 16 pessoas.

No entanto, a maior parte dos vírus te garante imunidade após a infecção e é por isso que conseguimos produzir vacinas. Mas nada disso explicaria por que você não ficou doente, não é mesmo?

Então, para explicarmos isso, antes é preciso que você saiba algo sobre as vacinas: não é preciso que 100% da população tome uma vacina para que todo mundo fique protegido ou que a doença desapareça (caso do sarampo). No caso do sarampo, quando 95% da população tomou a vacina, o vírus parou de circular, já que quase todo mundo estava imunizado e não poderia ficar doente.

Essa porcentagem pode variar de vírus para vírus. No entanto, o que chama a atenção é que quando uma grande quantidade de pessoas fica imune a uma doença, ela para de circular e as pessoas que nunca tiveram contato com ela também não serão infectados. E isso é chamado de imunidade de rebanho.

Assim, no exemplo dado no início, você não gripou porque tantas pessoas ficaram imunes ao vírus que ele parou de circular.

No caso do coronavírus, caso seja comprovada a imunidade a longo prazo, pesquisadores estimam que quando 60% a 80% da população contrair o Sars-Cov-2, a imunidade de rebanho será alcançada e ninguém mais irá contrair a doença.

O único problema é que a única forma segura de saber quando a imunidade de rebanho foi atingida e, ao mesmo tempo, prevenir mortes é através de uma vacina, já que para atingir essa imunidade de maneira natural muitas pessoas ficarão doentes, trazendo o risco de colapso do sistema de saúde.

Setor de Comunicação
Escritório de Advocacia Valença, Lopes e Vasconcelos

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação

Política de Privacidade e Cookies