fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Seguro de vida: tire suas dúvidas sobre o assunto

Muitas empresas oferecem benefícios flexíveis além dos clássicos plano de saúde, vale alimentação ou vale refeição e muitas pessoas nem sabe exatamente do que eles se tratam, como é o caso do seguro de vida.

Mais do que isso, muitos pensam em fazer uma contratação desse tipo, mas se pegam em diversas dúvidas sobre suas necessidades e sobre como de fato ele funciona.

Você sabe o que realmente é um seguro de vida? Para a melhor contratação, é indispensável conhecer sobre ele. Reunimos algumas dicas e dúvidas comuns para você ficar por dentro desse assunto, confira!

O que é um seguro de vida?

O seguro de vida é um serviço contratado em seguradoras que tem o objetivo de garantir a estabilidade financeira de uma pessoa e de seus dependentes em momentos inesperados.

Muitas são as coberturas possíveis e é preciso escolher o que de fato atenda a sua demanda e quais serão os seus beneficiários dentro de seu plano.

Um alto número de pessoas acredita que o seguro de vida serve para a morte do segurado. Essa é uma das grandes garantias, mas ele não é apenas sobre isso.

Muitas são as possibilidades das apólices e elas podem assegurar proteção para invalidez parcial ou total em decorrência de acidente, doenças graves, despesas médicas, hospitalares e odontológicas, diárias hospitalares, entre outros.

Vale lembrar que o seguro não tem as mesmas condições que um plano de saúde. Nesse, há cobertura de consultas, exames e internações e um seguro de vida pode incluir também transporte do paciente, cuidados especiais, remédios diários, entre outros.

Ao contratar um serviço de acordo com suas necessidades, a seguradora fica responsável por pagar a indenização previamente estabelecida caso algum dos sinistros contratados em apólice aconteça.

Em caso de morte do titular a indenização é paga aos beneficiários que foram escolhidos no momento da contratação. Não havendo essa denominação, os dependentes legais recebem o valor.

Para ter direito a proteção é possível pagar mensalmente ou apenas uma vez, no ato da contratação e durante o prazo de vigência do seguro essa relação permanece ativa.

Como fazer um seguro de vida?

Para contratar um seguro de vida é preciso buscar por empresas especialistas que ofereçam esse tipo de serviço e entender suas opções e coberturas. É crucial avaliar as coberturas disponíveis para entender o que de fato faz sentido para você e sua família.

É essencial avaliar fatores como carência da apólice, cobertura do seguro, valor do capital seguro, valor do resgate e itens importantes acerca de diferentes tipos de doenças.

Mais do que isso, é fundamental que, antes de fechar qualquer contrato, o futuro segurado tenha muita atenção à sua apólice. Esse documento formaliza o contrato e reúne todas as informações do que o seguro cobre ou seus riscos excluídos, ou seja, o que não é coberto.

Essa apólice é o que define todos os aspectos contratados e que especifica como o resgate da indenização pode acontecer, portanto, ele é o documento mais importante para esse serviço e deve ser bem avaliado.

Quais é o papel da seguradora e segurado?

A apólice é a formalização do risco e da contratação de prestação de serviços entre seguradora e segurado. A empresa contratada utiliza os valores recebidos em forma de prêmio como reserva e é isso que permite que ela cumpra as obrigações firmadas com seus clientes.

O valor do prêmio do seguro é calculado de acordo com os riscos contratados, ou seja, quanto maior o risco e cobertura, mais caro será o seguro.

As seguradoras são reguladas e fiscalizadas pelo Sistema Nacional de Seguros Privados, que é composto pelos Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e Instituto de Resseguros do Brasil (IRB Brasil RE).

Por que contratar um seguro de vida?

Não sabemos quando imprevistos podem acontecer e, estar preparado para eles é um passo importante no planejamento individual ou familiar. A contratação desse tipo de serviço visa a proteção das finanças em momentos delicados e dos quais os indivíduos não se preparam para tal.

Os seguros e valores de resgate são ajustados periodicamente de acordo com inflação, mas vale lembrar que esse tipo de serviço não é obter ganho financeiro e dinheiro de volta com rendimentos, mas sim oferecer segurança e tranquilidade para aqueles que contratam.

Você tem seguro de vida ou já pensou em fazer um? Aproveite que agora você sabe mais sobre o tema e reflita como esse planejamento pode se encaixar em sua vida!

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação

Política de Privacidade e Cookies
%d blogueiros gostam disto: