Conforme alerta emitido pela Defesa Civil de Aracaju, até a noite de segunda-feira (20), o litoral sergipano passará por instabilidade climática nas áreas marítimas. A previsão é de ressaca com ondas de até 3,5 metros e ventos com velocidade de até 60 km/h. Dessa forma, equipes da Defesa Civil e outros órgão da Prefeitura de Aracaju estão monitorando a situação da capital sergipana nos próximos dias.

“Diante do alerta da Marinha do Brasil através da Capitania dos portos de Sergipe, prevendo ventos fortes, nós decidimos emitir um alerta para toda a população aracajuana, para que as pessoas possam se precaver, principalmente em locais mais descampados, onde há problema de destelhamento, queda de árvores”, explica o secretário municipal da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida.

De modo a garantir a segurança da população, além das equipes da Defesa Cívil, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) e Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) também estão de pronto, para que, em qualquer emergência, possam agir no menor tempo resposta possível. “De hoje até segunda estaremos alerta para essa questão dos ventos na capital sergipana”, garantiu o secretário.

De acordo com o alerta emitido pela Defesa Civil os ventos fortes devem continuar até a segunda, por isso, as equipes do órgão continuam realizando o monitoramento. Segundo  o coordenador do órgão, major Silvio Prado, a orientação é redobrar a atenção, observar estruturas de telhado e vidraça dos imóveis, além de evitar colocar veículos perto de árvores.

“Mandamos um alerta via sms para que as pessoas redobrem o estado de observação, principalmente sobre queda de árvores. Evitar estacionar carros próximos de árvores, quando estiver transitando na via observar se há risco de queda de painéis de publicidade, árvores e postes. Para quem tem casas com telha de fibrocimento, que não têm boa resistência aos ventos fortes, observar se não há risco de destelhamento dessas coberturas pois, elas têm um peso menor e tendem a sofrer mais com esses ventos”, orienta o Major Silvio.

Para quem mora em edifícios de prédios altos, a instrução é observar o estilhaçamento de vidraças. Em qualquer situação adversa, a pessoa deve ligar imediatamente para a Defesa Civil, pelo telefone 199, para que as equipes do órgão municipal tomem as providências cabíveis à eliminação do risco provocado pelos ventos.

Informações  e foto assessoria