Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Audiência na Alese atesta a importância dos bombeiros civis

Na manhã desta segunda-feira, 16, aconteceu na Assembleia Legislativa uma audiência pública que discutiu a importância dos bombeiros civis na sociedade sergipana. O evento teve a inciativa do deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, e contou com a presença de vários profissionais da categoria.

A audiência contou com a palestra de Luiz Magalhães, presidente do Sindicato dos Bombeiros Profissionais Civis do Estado de Sergipe (Sindbompc/SE), que fez um panorama da profissão. Ele destacou a importância do trabalho e pediu respeito à lei que regulamenta a atividade dos bombeiros civis.

“Nossa categoria forma uma verdadeira força auxiliar. Fazemos parte da segurança pública e somos importantes para toda sociedade. Salvamos vidas e protegemos patrimônios. Mas é preciso que a lei seja respeitada. E é por isso que estamos aqui nessa audiência pública: para mostrar o papel que podemos desempenhar e o quanto ele é necessário para a segurança da população”, destacou.




A lei a qual Magalhães se refere é a de nº 8.415/2018, que atualiza a regulamentação da profissão de bombeiros civis em Sergipe institui a contratação desses profissionais em locais de grande circulação. A autoria é do deputado Georgeo Passos. O parlamentar presidiu a audiência desta segunda e também cobrou que a legislação seja respeitada. “Isso pode salvar vidas”, assegurou.

“Infelizmente, este ano tiveram alguns desastres com incêndio. Aqui em Sergipe, graças a Deus não aconteceu nada de grave, mas pode acontecer. Sabemos que infelizmente os bombeiros Militares estão com um quadro deficitário. E nada mais justo que os bombeiros civis possam desempenhar o seu trabalho”, solicitou o deputado.

Georgeo informou que já chegou protocolar requerimentos no Ministério Público Estadual para fazer valer a lei nº 8.415. No entanto, o parlamentar ainda aguarda uma resposta positiva. “Esperamos que a legislação finalmente saia do papel e seja colocada em prática. Não tenho dúvidas de que vamos conseguir fazer com que a lei aprovada seja respeitada e esses profissionais possam cumprir sua missão”, afirmou.

“É relevante destacar que não queremos conflitos com os bombeiros militares, que também cumprem uma grande função em relação à segurança. Mas queremos que cada um possa fazer o seu trabalho corretamente. Os bombeiros civis são pessoas treinadas e que também podem salvar vidas”, finalizou Georgeo.

COMENTE!