fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

MPF denuncia Luciano Lino por crimes contra a ordem tributária

OUTRA DENÚNCIA

O Ministério Público Federal denunciou o marido da prefeita de Monte Alegre, José Luciano Lino, pela prática delitiva de omitir informação ou prestar declaração falsa às autoridades judiciárias. Lino está no cargo de secretário de gabinete da sua esposa, a prefeita Nena de Luciano.

Ademais, o MPF ainda arrolou na denúncia o contador identificado por Murilo Oliveira, que segundo o PARQUET, trabalhou na empresa de Luciano.

SUSTENTA O MPF

De acordo com o Ministério Público Federal, Luciano Lino na condição de sócio e administrador da empresa F.F. Comércios e Serviços LTDA e o seu contador, suprimiram o pagamento de tributos mediante a omissão de receitas oriundas da atividade comercial de revenda de combustível e de delicatessen, relativos ao mês de novembro de 2010.

AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO

A justiça Federal em Sergipe acatou a denúncia e tornou réus os acusados no mês de outubro do ano de 2016. No mês de março deste ano, o juízo da 3ª Vara Federal de Aracaju intimou os réus para a realização da audiência de instrução e julgamento para o dia 14 de maio do corrente ano.

PENA

Se condenados, os réus podem responder com penas com podem variar de 2 a 5 anos de reclusão previstas na Lei que define os crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo.

DETALHE

Por coincidência, o advogado habilitado nos autos para promover a defesa do réu, é o mesmo advogado que mantém contrato com a prefeitura de Monte Alegre. Será que pode se usar um advogado pago com o dinheiro público para se resolver questões pessoais? Com a palavra o Ministério Público.

DENÚNCIA ANTERIOR

Na tarde de ontem (10) este jornalista já havia noticiado a respeito de uma outra denúncia em face do marido da prefeita Nena. No entanto, cabe lembrar que são processos distintos. Ou seja, na tarde de ontem, Luciano foi intimado por conta de uma denúncia do Ministério Público Estadual sob a suspeita de estelionato. Agora, o secretário é réu também na justiça federal.

Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura

COMENTE!