fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Governo e municípios fazem visita de reconhecimento das potencialidades turísticas da Rota da Farinha

O grupo de trabalho multidisciplinar, criado para a elaboração do projeto “Rota da Farinha”, composto por técnicos da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), dos municípios de Campo do Brito, Macambira e São Domingos, realizaram mais uma etapa de estudos ‘in loco’ para a identificação dos atrativos e dos pontos de interesse existentes nas áreas naturais que irão compor o roteiro turístico. Após esta fase, será criado um documento com orientações, como por exemplo, adequações técnicas e estruturais, sugeridas para que o roteiro seja viabilizado como turismo ecológico, rural, gastronômico e de base comunitária.

Foram visitados atrativos naturais, compostos por trilhas, serras e cachoeiras que já desempenham atividades turísticas na região. Também estão sendo identificados potenciais empreendimentos hoteleiros, que podem atuar como um instrumento que potencializará a viabilização da atividade turística na Rota da Farinha, a exemplo da Fazenda Modelo, em Macambira, um local que dispõe de estrutura para abrigar um hotel fazenda e, oferecer ao turista aconchego e tranquilidade.

De acordo com o secretário de Estado do Turismo, Sales Neto, o projeto possui um caráter participativo, em que a Setur cumpre o papel de incentivar o compromisso mútuo dos municípios envolvidos, das comunidades locais, empresários e entidades, estimulando a inclusão social, a preservação dos valores ambientais e da cultura local.

“Para o reconhecimento, desenvolvimento, qualificação, comercialização e execução da “Rota da Farinha” em Sergipe, faz-se necessário que diferentes atores sociais e econômicos estejam dispostos a cooperarem na perspectiva de colaboração e ganhos mútuos, através de parcerias. E para alcance desse objetivo é importante também a compreensão e reconhecimento das potencialidades da região, e dos atrativos naturais e culturais, com a finalidade de facilitar o desenvolvimento social e econômico regional, vinculados à preservação ambiental. Assim, avalio que as visitas in loco que estão sendo realizadas por diversos técnicos do setor, são de suma importância nesta fase do projeto”, afirmou o secretário.

Entre os locais que também foram visitados estão a Pedra da Arara e a Cachoeira de Macambira, que leva o nome do município e foi reconhecida pela Assembleia Legislativa de Sergipe como patrimônio cultural imaterial de Sergipe. Já em São Domingos, a equipe visitou a Serra da Miaba, a terceira mais alta do estado, que apresenta uma trilha de aproximadamente oito quilômetros, que se inicia no povoado Tapera ao Poço de 17. Foi visitada também a Cachoeira do Saboeiro, que fica em Lagarto, mas, muito visitada por turistas que acessam o local por São Domingos.

Para o técnico e guia de turismo especializado em atrativos naturais, Elias Silva, a região congrega a produção cultural da farinha de mandioca e a Serra da Miaba, que já possui diversos atrativos naturais, elementos que se incluídos na Rota da Farinha, vão potencializá-la.

“A Rota da Farinha tem potencial para se transformar em referência para o estado, e pode projetar Sergipe a nível nacional. Este poderá ser o primeiro roteiro estruturado, planejado e com regras pautadas no fomento da conservação da biodiversidade, baseado na sustentabilidade e seguindo os preceitos do ecoturismo, do turismo cultural e de base comunitária, colocando as comunidades locais como protagonistas da atividade de visitação, promovendo a inclusão econômica e social, ao mesmo tempo em que valoriza o modo de vida dessas populações”, enfatizou Elias Silva.

A identificação dos atrativos turísticos e dos pontos de interesses existentes nas áreas naturais dos municípios é realizada por técnicos da Secretaria de Estado do Turismo e dos municípios de Campo do Brito, São Domingos e Macambira, representados pelo grupo de trabalho formado pelo diretor de Cultura e Turismo de Campo do Brito, Daniel Alves; pelo secretário de Cultura e Turismo de Macambira,Ita Anderson; pelo diretor de Esporte e Turismo de São Domingos, Saulo Vinicius; pelo diretor de Cultura de São Domingos, Geroaldo Santana; e pelo geógrafo, Lusef Pereira. Participam também as turismólogas da Setur, Waleska Carvalho e Raquel Melo; além da engenheira ambiental, Thassia Luiza e o técnico e guia de turismo, especializado em atrativos naturais, Elias Silva.

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação