fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Polícia Civil apreende armas, drogas e dinheiro em operação na Barra dos Coqueiros

A ação policial também resultou na apreensão de R$3,8 mil

O Departamento de Narcóticos (Denarc) deflagrou uma operação policial que desarticulou um grupo criminoso armado responsável pelo tráfico de drogas e com longo histórico de homicídios na Grande Aracaju. A ação policial, realizada na tarde dessa sexta-feira, 2, resultou na prisão de Anderson Barros dos Santos, conhecido como “Garoto”, 37, Maxwell Pedro Martins da Rocha, 28, e Jolleman Peterson Santos Silva, o “Grandão”, 30 anos.
As investigações, iniciadas há cerca de um mês, evidenciaram a existência de um grupo criminoso que promovia o tráfico de drogas na região da Barra dos Coqueiros e adjacências. Os policiais do Denarc aprofundaram as investigações e chegaram aos nomes de Anderson e de Maxwell, que já respondiam juntos a processos criminais pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e homicídio.
Anderson já respondia a quatro processos criminais. A operação policial possibilitou ainda a chegada ao terceiro integrante do grupo criminoso, o Jolleman, apontado como um dos receptadores da droga. Ele também possui condenação por tráfico de drogas na Barra dos Coqueiros.
Logo com a deflagração da operação, os policiais civis encontraram uma pistola calibre .40 com três carregadores e 50 munições calibre .40, que estavam escondidos em um compartimento oculto de um veículo de modelo Cruze, de propriedade do investigado Anderson.
Na operação, também foram apreendidos um revólver .32, três espingardas calibre 12 de fabricação caseira, 1kg de maconha, 148 trouxas de maconha, 108 trouxas de crack, 54 trouxas de cocaína, além de 02 balanças digitais e outros objetos utilizados no tráfico de drogas. A quantia de R$ 3,8 mil também foi apreendida na ação policial.
Ao final, os suspeitos foram conduzidos ao Denarc, onde foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. A prisão preventiva também foi representada.

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação

Política de Privacidade e Cookies